21 julho, 2016

ninguém nos prepara para isto


Hoje o meu filho saiu do ninho e voou e vai voar mais vezes e não mais vai parar de voar.
Ele já tinha dado alguns saltos, mas pequenos, contidos e este vai ser um salto maior, como que, de preparação para o que aí vem. O meu coração? Esse está pequenino e apertado. Ninguém nos prepara para isto. Ouvimos outros, mais experientes na arte da parentalidade, mas quando chega a hora, a rede que nos deveria amparar parece invisível, inexistente.
Bem, vou explicar melhor. O meu filho mais velho vai deixar a escola que ficava a 5 minutos de casa e cujo percurso fazia a pé. Chegou a hora de mudar e que mudança senhores!
Vai para uma escola só de grandes e com uma distância que o obrigará a levantar muito cedo e apanhar um transporte. O meu menino irá de autocarro...sozinho! Xiii! Tanta mudança!
Tento lembrar-me como foi comigo, é sempre este exercício mental que faço para comparar a minha história, as minhas vivencias com as dos meus filhos. Tranquilizo-me, digo em voz baixa "faz tudo parte do plano, do rumo que a vida toma, à medida que ele vai crescendo e vai dando uso às suas asas.
Mas custa-me muito!
Primeiro a euforia de ver como ele está grande e a caminhar para a idade adulta, ver o meu filho a subir mais um degrau. Depois páro, reflito, analiso e confesso que quase solto uma lágrima porque...ninguém nos prepara para isto.

19 julho, 2016

Da terra sai tudo...

É mesmo assim! Semeia-se de inverno e colhe-se no verão. E como sabem bem estes legumes, são deliciosos!
Estas abobrinhas mais pequenas são boas no forno depois de retirado parte do "miolo". Junta-se carne picada e/ou mais legumes, um pouco de queijo e levam-se ao forno a gratinar.
Vão depois para a mesa, como se uma tigela se tratasse.
Os garotos acham imensa graça comer diretamente de uma abóbora!